Cidades
Prefeitura do Rio suspende o uso de máscaras em locais abertos a partir de amanhã; boates podem reabrir

Publicado em 26/10/2021 19:46

Reprodução

O prefeito Eduardo Paes e o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, anunciaram no começo da noite desta terça-feira, dia 26, a liberação do uso de máscaras em locais abertos. Em espaços fechados, a obrigatoriedade da proteção continua valendo. A flexibilização, que será publicada em decreto amanhã, quando passa a valer a nova regra, inclui ainda a liberação de funcionamento das boates, com capacidade máxima de 50%.

Os dois divulgaram as mudanças numa live após a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) autorizar os municípios a liberarem o uso das máscaras.

— Ontem (segunda-feira), o Daniel Soranz fez mais uma reunião com o comitê científico. Foi perguntado se eles mantinnham a posição de que quando chegasse aos 65% da população total vacinada poderia liberar algumas coisas, incluindo as máscaras. Eles reafirmaram essa condição — afirmou Paes, dizendo que confia no comitê científico da prefeitura, que reúne especialistas de diferentes instituições. — Esse comitê é quem orienta a prefeitura. Não posso ficar ouvindo todos os palpiteiros do Brasil.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O secretário municipal de Saúde disse que outros lugares do mundo com situação pandêmica semelhante, incluindo os Estados Unidos, não mantêm mais a restrição de uso de máscaras contra a Covid-19.

— Há quatro reuniões que o comitê vem pautando esse tema da reabertura — disse Soranz. — Estamos na nona semana com redução do número de casos, só com 2% dos leitos ocupados por Covid-19. Tem redução no número de casos e a taxa de transmissão, de replicação da doença hoje é muito baixa, a menor desde o início da pandemia, o que dá segurança para tomar atitudes.

Segundo Soranz, os membros do comitê foram unânimes na decisão:.

— Outros países já liberaram em locais abertos e fechados. Por cautela, nosso comitê definiu que se iniciaria por locais abertos — afirmou, dizendo que, no entanto, a prefeitura pode voltar atrás caso a a situação da pandemia no Rio piore. — A gente vai continuar o processo de vigilância intenso.


Postado por Redação

©Copyright 2007-2021 Todos os direitos reservados

ArarunaOnline.com