Saúde
Coronavírus: vacina CoronaVac é apontada como segura para crianças e adolescentes

Publicado em 23/03/2021 09:41

Reprodução

O uso da vacina CoronaVac para imunização de crianças e adolescentes contra a Covid-19 tem se mostrado seguro e eficaz, fazendo com que ela seja uma opção viável para aplicação nos pequenos. A informação tem como base o resultado de testes realizados pelo laboratório chinês Sinovac Biotech, responsável pelo desenvolvimento do imunizante.

Os resultados anunciados na segunda-feira (22), tem como base os testes clínicos inicial, que foram realizados com 500 crianças e adolescentes, que estão na faixa etária entre 3 e 17 anos. Durante o processo, foram aplicadas duas doses médicas, baixas ou até mesmo placebos para que os dados preliminares fossem expostos. No Twitter, o Instituto Butantan, responsável pela fabricação da vacina no Brasil, comemorou os resultados obtidos.

Segundo o pesquisador da Sinovac, Zeng Gang, algumas reações foram registradas durante os testes, como duas crianças que receberam a dose menor, que apresentaram febre alta e entraram na categoria de reações como grau 3. Porém, o ponto positivo, é que as crianças e adolescentes alcançarem níveis de anticorpos maiores do que em adultos e idosos.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

 

"Para crianças de 3 a 11 anos, a dose menor conseguiu induzir reações de anticorpos favoráveis, e a dose média funcionou bem nos jovens de 12 a 17 anos", disse Zeng Gang.

 

Apesar de ainda estar na primeira fase, um novo ensaio clínico na China estuda a possibilidade de aplicação de uma terceira dose, focando em dar um reforço de imunização ainda maior. Porém, o período para esta terceira dose seria mais amplo do que as duas primeiras, dando um espaçamento de 8 meses para que ela seja aplicada.

Atualmente, a CoronaVac é uma das opções de vacina presente no Brasil, sendo fabricada diretamente no país pelo Instituto Butantan, em São Paulo. Apesar do resultado positivo nos testes, ainda não se sabe quando as crianças e adolescentes começarão a receber o imunizante por aqui, já que a quantidade de doses ainda é limitada, mas a notícia é altamente positiva para que o processo de imunização tenha prosseguimento.


Postado por Redação

Publicidade

©Copyright 2007-2021 Todos os direitos reservados

ArarunaOnline.com