Política
Rodrigo Maia decide consultar oposição antes de bater o martelo sobre o escolhido para sua sucessão
Nome favorito do presidente da Câmara é o de Aguinaldo Ribeiro (Progressistas-PB), mas enfrenta resistência de parlamentares

Publicado em 14/12/2020 22:16 Atualizado em 15/12/2020 09:07

Reprodução

BRASÍLIA - Pressionado por aliados, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidiu nesta segunda-feira, 14, consultar partidos de oposição ao governo, como o PT e o PC do B, antes de anunciar o candidato que apoiará para a sua sucessão, em fevereiro de 2021. O favorito de Maia é o deputado Aguinaldo Ribeiro (Progressistas-PB), mas o nome enfrenta resistências internas, principalmente por parte do MDB de Baleia Rossi (SP).

O bloco montado por Maia reúne seis partidos (PSL, DEM, MDB, PSDB, Cidadania e PV) e aproximadamente 157 deputados. O candidato do Progressistas, Arthur Lira (AL) afirma, por sua vez, ter cerca de 170 votos de nove siglas -Progressistas, PL, PSD, Solidariedade, Avante, PSC, PTB, Pros e Patriota. Chefe do Centrão, Lira tem o respaldo do Palácio do Planalto.

Após reunião realizada na residência oficial de Maia com líderes de vários partidos aliados, nesta segunda-feira, não houve acordo. Os votos da oposição são considerados como "fiel da balança" na disputa e por isso o presidente da Câmara foi atrás da opinião desses partidos, antes de bater o martelo.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O presidente da Câmara prefere lançar Aguinaldo, mas a escolha tem sido contestada. No comando do MDB, Baleia Rossi, por exemplo, tem a expectativa de entrar no páreo com a benção de Maia.

Vice-presidente da Câmara, Marcos Pereira (SP) deixou o grupo na semana passada por avaliar que estava sendo escanteado. Pereira dirige o Republicanos e, assim, como Baleia Rossi, também pretende concorrer à cadeira de Maia. Nos bastidores, ele tem dito que será uma espécie de "terceira via" na eleição.

Por Terra


Postado por Redação

©Copyright 2007-2017 Todos os direitos reservados

ArarunaOnline.com