Futebol
São Paulo goleia o Botafogo e ganha o Troféu Osmar Santos no Brasileirão
Com Reinaldo, Hernanes e dois de Brenner, Tricolor vence o Fogão com facilidade, abre vantagem na liderança e conquista prêmio do LANCE! como melhor time do primeiro turno

Publicado em 10/12/2020 07:15

Reprodução

O São Paulo venceu o Botafogo por 4 a 0, no Morumbi, pelo jogo adiado da 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, com gols de Brenner, duas vezes, Reinaldo, batendo pênalti e Hernanes. Com o resultado, o Tricolor se distanciou ainda mais na liderança do torneio, com 50 pontos, sete a mais que o Atlético-MG. Já o Fogão fica na penúltima colocação, com 20 pontos.

A vitória valeu também o título do 1º turno ao Tricolor, conquistando o tradicional Troféu Osmar Santos.

As duas equipes voltam a campo pela 28ª rodada do Brasileirão. O São Paulo enfrenta o Corinthians, às 18h15, no próximo domingo (13), na Neo Química Arena, enquanto o Botafogo encara o Internacional, no sábado (12), às 19h, no Beira-Rio, em Porto Alegre. 

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

SÃO PAULO COMEÇA PRESSIONANDO E ABRE O PLACAR
O Tricolor iniciou a partida contra o Botafogo indo para cima, sabendo que uma vitória contra o Alvinegro dava ao clube uma posição confortável na liderança. Aos oito minutos, Tchê Tchê, que substituiu o suspenso Daniel Alves, bateu de fora da área e a bola passou por cima. O São Paulo demonstrava um bom volume de jogo e parecia que logo abriria o marcador.

O gol aconteceu aos nove minutos. Gabriel Sara recebeu de Luciano e cruzou. Brenner apareceu sozinho na área e tocou de cabeça, no contrapé de Diego Cavalieri. 1 a 0 para os paulistas com menos de dez minutos de jogo no Morumbi. 

TRICOLOR CONTINUA EM CIMA E AMPLIA 
Com a vantagem no placar, a equipe de Fernando Diniz continuou sufocando o Botafogo, que não conseguia oferecer perigo para Volpi. Com 15 minutos, Arboleda desviou após cobrança de escanteio e Cavalieri fez excelente defesa. No rebote, Brenner acertou a trave. Aos 21, Igor Gomes chutou, mas foi travado por Rafael Forster.

Tanta pressão deu resultado aos 26 minutos. Luciano puxou contra-ataque e deixou Brenner na cara do gol. O artilheiro dominou, ajeitou e bateu de pé esquerdo para ampliar. Logo depois do segundo gol, Gabriel Sara bateu de fora da área, mas a bola passou sem levar perigo ao gol do Botafogo. 

BOTA TEM JOGADOR EXPULSO E SÃO PAULO AUMENTA DE PÊNALTI
O Botafogo não se encontrava na partida e a situação piorou ainda mais aos 32 minutos. O zagueiro Marcelo Benevenuto deu uma solada no joelho de Luan. Após checagem no VAR, o árbitro Ricardo Marques Ribeiro expulsou o jogador. Aos 40, Tchê Tchê bateu e Cavalieri fez boa defesa. Três minutos depois, o goleiro do Fogão pegou mais uma em chute de Luan. 

Um minuto depois, o São Paulo teve um pênalti ao seu favor. Igor Gomes bateu e a bola explodiu no braço de Rafael Forster. Após checagem no árbitro de vídeo, a penalidade foi marcada. Reinaldo bateu deslocando o goleiro e marcou o terceiro ainda na primeira etapa.

SEGUNDO TEMPO COMEÇA DA MESMA MANEIRA
Vencendo por três gols de vantagem, o São Paulo continuou indo para cima do Botafogo, que com um a menos, só se defendia. Aos dois minutos, Reinaldo bateu de perna esquerda e Cavalieri espalmou. Dois minutos depois, Marcinho quase entregou a bola para Brenner, mas Cavalieri ficou com a bola. 

Após quinze minutos, as equipes começaram a realizar substituições e Hernanes, que tinha acabado de entrar, bateu de longe, exigindo mais uma defesa do goleiro do Bota. 

BOTAFOGO CRESCE E TENTA DIMINUIR
A partida já estava controlada pela equipe de Fernando Diniz, mas o Alvinegro não desistia e tentava chegar ao primeiro gol. Aos 16 minutos, Caio Alexandre gingou na frente da marcação e bateu com perigo. A bola foi na rede pelo lado de fora, assustando Tiago Volpi. 

Com a primeira chance de perigo criada, a equipe carioca se animou e dois minutos depois, chegou novamente. Após rápido contra-ataque, Pedro Raul recebeu, ajeitou com carinho e chutou de chapa, mas a bola foi para da meta são-paulina.

TRICOLOR  ACERTA A TRAVE DUAS VEZES E FECHA O MARCADOR
Depois do Botafogo acordar, o São Paulo se acalmou e conseguiu ficar novamente com as ações da partida. Aos 23 minutos, Vitor Bueno chutou de fora da área e a bola  explodiu na trave. Dez minutos depois, o meia são-paulino cruzou e Luciano tocou de cabeça no travessão. 

Ainda deu tempo do São Paulo marcar o quarto gol aos 44 minutos. Hernanes recebeu na entrada da área e bateu de pé esquerdo com categoria, vencendo o goleiro Diego Cavalieri. O Botafogo teve a chance de diminuir aos 47, mas Warley perdeu gol sem goleiro. 4 a 0, liderança cada vez mais firme e o título simbólico do primeiro turno para a equipe de Fernando Diniz.

SÃO PAULO 4 x 0 BOTAFOGO
Local:
 Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data e horário: 09 de dezembro de 2020, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Marcus Vinicius Gomes (MG)
VAR: Wagner Reway (PB)
Gols: 0-1Brenner (09'/1ºT), 0-2 Brenner (26'1ºT), 0-3 Reinaldo (47'1ºT), 0-4 Hernanes (44'2ºT)
Cartões amarelos: Rafael Forster e Pedro Raul (Botafogo)
Cartões vermelhos: Marcelo Benevenuto (Botafogo)

SÃO PAULO
Volpi, Juanfran (Igor Vinicius, aos 27'2ºT), Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan (Rodrigo Nestor, aos 11'2ºT), Gabriel Sara (Hernanes, aos 11'2ºT), Tchê Tchê (Pablo, aos 27'2ºT) e Igor Gomes (Vitor Bueno, aos 11'2ºT); Luciano e Brenner. Técnico: Fernando Diniz.

BOTAFOGO
Diego Cavalieri; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Kanu, Rafael Forster; José Welison (Luiz Otávio, aos 26'2ºT), Caio Alexandre; Lucas Campos (Kevin, aos 35'1°T), Bruno Nazário (Lecaros, aos 30'2ºT), Kalou (Warley, Intervalo); Pedro Raul (Matheus Babi, aos 20'2ºT). Técnico: Felipe Lucena.


Postado por Redação

©Copyright 2007-2017 Todos os direitos reservados

ArarunaOnline.com