\"\"
Campeonato Paraibano
Botafogo goleia Desportiva e encosta no líder Campinense

Publicado em 25/02/2018 21:24

Reprodução

O Botafogo goleou a Desportiva Guarabira neste domingo (25) no estádio Almeidão, em João Pessoa, e encostou no líder do Grupo A, o Campinense, que não passou de um empate em zero a zero, mesmo jogando em casa contra o Serrano. Com a vitória por 5 a 0, o Belo agora tem 19 pontos. Já a Raposa ficou com 20 pontos nessa que foi a 9ª rodada do Campeonato Paraibano.

Leia mais notícias no Portal Araruna Online

A equipe da Estrela Solitária da Paraíba dominou praticamente todo o jogo, mas no primeiro tempo o gol não saiu, apesar das várias chances apresentadas. Para se ter ideia, somente na primeira etapa da partida foram dez escanteios marcados em favor do Botafogo. Mesmo assim, o placar ficou em zero a zero.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Já no segundo tempo, o Belo decidiu aproveitar as chances e disparou rumo ao caminho da liderança e da classificação. O time ignorou por completo a Desportiva e foi metendo um gol atrás do outro.

O primeiro veio aos 18 minutos quando Carlos Renato cruzou em direção a área da Desportiva, a zaga falhou em cortar o lance e a bola caiu direto nos pés de Netinho, que não desperdiçou e mandou para o gol.

Depois do primeiro gol o Botafogo pressionou ainda mais o adversário e aos 28 minutos Carlos Renato ampliou a vantagem para o Alvinegro. A jogada começou com Marcos Aurélio, que lançou para Carlos Renato. Ele aproveitou a chance e mandou a bola direto para o fundo da rede.

Dois minutos depois, Marcos Aurélio fez o seu. Ele recebeu, limpou o lance e mandou direto par dentro do gol.

O quarto gol veio aos 39 minutos com Rafael Castro, depois do cruzamento de Gedeilson.

E Mário Sérgio foi o responsável por ampliar o placar, que terminou em 5 a 0.

“A gente sabia que a pressão do zero a zero tempo não condiz com o que foi o primeiro. O Saulo não pegou na bola e nós tivemos pelo menos cinco grandes chances. A conversa do intervalo foi a que normalmente a gente tem de potencializar aquilo que a gente vinha fazendo e obviamente pontuando alguns aspectos, principalmente o do fazer o primeiro gol, de não se afobar porque teria a oportunidade. Era importante ter tranqüilidade. É um time que cria muito, somente em um jogo não fizemos gol”, disse Leston Junior.

Campinense x Serrano

Campinense desperdiçou a chance de disparar na liderança/Foto: Campinense

Campinense e Serrano fizeram um primeiro tempo equilibrado com muitos lances perigosos para os dois times, no estádio Amigão, em Campina Grande. Uma das jogadas que levantou a torcida da Raposa foi quando Willian Goiano subiu mais alto que a defesa, cabeceou para o gol, mas a bola foi desviada para fora.

Pelo lado do Serrano uma falta perigosa assustou os rubro-negros. Marcelo Bispo levantou a bola na área e Diogo Baiano apareceu no meio da zaga para cabecear. Mas a bola saiu pela linha de fundo.

Já na segunda etapa, o Campinense dominou o jogo e assustou quando Alex Murici levantou a bola na área e Rafael Araújo cabeceou a bola na trave. No rebote, Tarcísio perdeu a chance de abrir o placar.

Um minuto depois, Tarcísio de novo chegou perde. Ele recebeu na entrada da área e bateu forte, mas Rhuan defendeu e mandou para escanteio.

Depois dos 40 minutos o Campinense foi para cima do Serrano e mostrou que queria vencer a partida. Celso Teixeira povoou o campo com quatro atacantes, mas a equipe seguiu esbarrando nas boas defesas de Rhuan.

O segundo tempo ainda teve cinco minutos de acréscimo, mas a partida terminou mesmo no zero a zero.

Sousa vence o Treze de virada e CSP surpreende fora de casa

Estádio Marizão, em Sousa/ Foto: Divulgação.

Sousa e Treze fizeram uma partida emocionante neste domingo (25) pela 9ª rodada do Campeonato Paraibano. O jogo, que terminou em 2×1 para o Dinossauro, começou com o Galo ganhando. Em Patos, a surpresa ficou por conta do CSP, que venceu por 2×0 mesmo jogando na casa do Nacional. Com essa vitória sobre o Treze e a derrota do Nacional de Patos para o CSP, o Sousa vai entrando no G-3 do Grupo A e depende só de si mesmo para se classificar para o mata-mata.

O Sousa começou sentindo a pressão da postura ofensiva do Treze. Mesmo assim, o time foi para cima do adversário. Logo nos primeiros minutos, Nilson Júnior aproveitou o cruzamento da direita e, de cabeça, mandou para o gol. Mas ele errou o alvo e a bola foi pela linha de fundo.

O Galo chegou perto com Tozin. Ele recebeu de Marcelinho Paraíba, mas, desquilibrado, errou a finalização e perdeu boa chance de abrir o placar.

O Sousa voltou a ter excelente aos 22 minutos, com uma falta para cobrar bem próximo à meia-lua da área do Treze. Gustavo Henrique cobrou direto para o gol, mas a bola esbarra na defesa do Treze, que saiu jogando e, no contra-ataque fez o primeiro gol da partida.

Fábio Neves teve espaço e cruzou para Vitinho, o camisa 7, cabecear e mandar para as redes.

O Sousa tentou reagir com Esquerdinha cobrando mais uma falta na área do Treze, porém, dessa vez Ítalo apareceu para afastou o perigo.

Mesmo perdendo, o Sousa desperdiçou um pênalti e a chance de empatar. Foi aos 38 minutos quando Rayro usou a mão para evitar o gol do Dinossauro e o árbitro marcou a penalidade máxima. A infração rendeu um cartão amarelo para o jogador trezeano.

Ficou com Esquerdinha a responsabilidade de bater o pênalti, mas o goleiro do Treze foi buscar a cobrança e evitou o empate do Sousa.

O empate do Dinossauro só veio no finalzinho do primeiro tempo, aos 42 minutos quando Gianotti arriscou de fora da área. A bola ainda quicou no gramado, atrapalhou o goleiro Copetti, e entrou no fundo da rede.

No segundo tempo da partida, o Treze já começou assustando. Marcelinho Paraíba cobrou falta direto e forçou o goleiro do Sousa a fazer excelente defesa.

Mas o Sousa foi ganhando espaço e começando uma pressão. O Dinossauro rondou a área do Galo em busca do gol da virada, que só veio aos 32 minutos. Gianotti de novo. Ele recebeu o lançamento, dominou a bola e acertou mais um bonito chute, de perna esquerda, fora do alcance do goleiro Copetti, que se esticou todo, mas viu a bola morrer no fundo da rede.

O Treze ainda tentou pressionar, mas não teve jeito. Placar final, Sousa 2×1 contra o Galo.

Nacional x CSP

A surpresa da rodada ficou por conta do CSP, que jogou fora de casa, mas conseguiu a vitória em 2×0 contra o Nacional de Patos. O Nacional até começou jogando bem. Silva bateu cobrança rasteira e a bola bateu na barreira. A bola ficou na área, Guídeo isolou e bateu no jogador do Nacional indo para o tiro de meta.

A partida foi se mantendo equilibrada. Guára recebeu lançamento, mas a bola correu demais e ficou nas mãos de Pantera. O Nacional saiu para o contra-ataque mas a bola foi interceptada no meio-campo.

Mas os gols só vieram mesmo no segundo tempo do jogo. Logo aos dez minutos a defesa do Nacional parou, o CSP foi no contra-ataque com bola lançada para Carioca, que entrou na área e bateu forte abrindo o placar no José Cavalcanti.

Já o 2º gol só veio nos acréscimos do jogo, mais precisamente aos 48 minutos. O atacante Carioca recebeu o passe, limpou o lateral Toninho e chutou no canto esquerdo de Pantera. O CSP ampliou o placar e sagrou a vitória dentro do José Cavalcanti.

A partida ainda foi até os 51 minutos, mas terminou no 2×0.

Curta a fanpage do Araruna Online no Facebook e receba as últimas notícias   

Siga também o Araruna Online no Twitter Google+ e por RSS.

Fonte: Portal Correio


Postado por Redação

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Araruna Online não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrarem.
Publicidade

©Copyright 2007-2017 Todos os direitos reservados

ArarunaOnline.com