Araruna
Empossado Conselho Gestor do Parque Estadual da Pedra da Boca, em Araruna

Publicado em 21/02/2019 13:39

Reprodução

Nesta quarta-feira (20) tomou posse o Conselho Gestor da Unidade de Conservação, Parque Estadual da Pedra da Boca. A reunião de posse ocorreu no auditório do Campus da UEPB em Araruna. Os certificados foram entregues pela coordenadora de estudos ambientais da SUDEMA, Simone Porfírio de Souza.

O evento contou com a participação de 90% dos conselheiros, além da presença do prefeito Vital Costa, que tem buscado constantemente desenvolver ações com objetivo de alavancar cada vez mais o turismo de Araruna. Também prestigiou a posse, os secretários Availdo Azevedo (Desenvolvimento Econômico e Rural), Charles Pontes (Controlador Geral do Município) e Jocimar Dias (Comunicação).

A representante da SUDEMA, Simone Porfírio, anunciou um novo tempo para o parque. “O Governo do Estado da Paraíba vem trabalhando há algum tempo em uma perspectiva de valorização e conservação dos parques estaduais e agora com a criação do conselho gestor vamos lutar pela elaboração do Plano de Manejo da Unidade”, disse.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O prefeito Vital Costa parabenizou os conselheiros empossados e disse que o momento é de trabalho. “Nós temos muito o que comemorar com a posse do Conselho Gestor do Parque. O Conselho terá um grande trabalho pela frente. O Parque da Pedra da Boca foi criado em 2000, e só agora estamos tendo a oportunidade de termos oficialmente o Conselho Gestor, que de forma democrática estará debatendo e discutindo as questões de interesse do turismo ararunense e paraibano. Uma das primeiras metas do Conselho Gestor é intensificar o trabalho para buscarmos junto ao Governo do Estado recursos para elaboração do Plano de Manejo da Unidade de Conservação do Parque Estadual da Pedra da Boca”, disse Vital Costa.

O Parque – O Parque Estadual da Pedra da Boca está localizado na porção norte do município de Araruna, na divisa com o Rio Grande do Norte. Sua área (157,5 km²) está inserida no bioma da Caatinga, onde as configurações geológicas e geomorfológicas são ímpares e atrativas aos estudiosos, ecoturistas e visitantes amantes da natureza e dos esportes radicais. Em algumas áreas, é possível visualizar pinturas rupestres feitas por povos indígenas que viviam no local há milhares de anos.


Postado por Redação/Jocimar Dias

Publicidade

©Copyright 2007-2017 Todos os direitos reservados

ArarunaOnline.com