Publicidade
Política /
Postado em 11-01-2017 às 10:21
Sem descartar ministério, Lira diz preferir Senado e reafirma desejo de disputar eleições

Cotado para assumir o Ministério do Planejamento, o senador Raimundo Lira (PMDB) afirmou em diversas entrevistas concedidas em João Pessoa, onde veio passar férias com a família, que prefere permanecer no Senado. No entanto, ele não descartou assumir um cargo no Executivo, caso fosse convocado pelo presidente Michel Temer, conforme especula a imprensa nacional.

“Mas eu prefiro ficar no parlamento”, arrematou. Sobre a disputa pela liderança do PMDB no Senado, Lira afirmou que, apesar de ter sido procurado por alguns senadores, não está em campanha. Enfático, ele disse que não está pleiteando nenhum cargo em Brasília, e nem disputando a presidência de nenhuma comissão, visto que pretende ficar mais livre para se dedicar a Paraíba.

Leia mais notícias no Portal Araruna Online

Ele destacou que o seu propósito é dedicar mais tempo para percorrer os municípios paraibanos e trazer mais benefícios para o Estado. Em relação ao seu futuro político, Raimundo Lira garantiu que o seu desejo nesse momento é disputar à reeleição para o Senado em 2018, para poder dar continuidade ao trabalho de captação de recursos federais para obras na Paraíba, a exemplo da terceira faixa da BR-230, em João Pessoa, bem como, a duplicação da BR 230, no trecho de Campina Grande a Cajazeiras. “Essa é uma obra grande, que vai durar muito tempo, e eu gostaria de permanecer em Brasília acompanhando de perto” disse.

Ele também garantiu continuará apoiando o projeto político do governador Ricardo Coutinho (PSB) e disse que não vê “nenhuma infração” em apoiar o socialista, pois o governador é do PSB, partido que integra a base politico do presidente Michel Temer (PMDB).

Raimundo Lira considerou ainda que a decisão do PMDB em apoiar Luciano Cartaxo (PSD) em João Pessoa não significa um “racha político”, pois o prefeito também faz parte de um partido que compõe o bloco de alianças do governo federal.

O parlamentar também rebateu especulações de mudança de partido e disse que não tem nenhuma pretensão de deixar o PMDB.

“Eu não tenho o maior desejo ou vontade de sair do PMDB. Sou muito respeitado pelo PMDB do qual eu faço parte da executiva nacional”, afirmou. Lira disse ainda que o cenário em 2018 não será revelado por uma vontade dele ou do senador José Maranhão, mas atestado em pesquisas quantitativas que deem um indicativo do que for melhor para o partido.

Ainda de acordo com Lira, os nomes indicados do PMDB-PB para o Governo do Estado e para o Senado sairão de pesquisa qualitativa e quantitativa e mesmo assim terão que ser referendados pelo Diretório Nacional do partido. “A executiva é quem vai dizer o que é melhor para o crescimento do PMDB”, declarou Lira ao lembrar que ele e o senador José maranhão são integrantes do diretório nacional.

Em relação ao governo do Estado, ele lembrou que o PMDB tem outros nomes que podem concorrer ao cargo, caso o partido opte por candidatura própria. E citou os nomes do senador José Maranhão, e do deputado Veneziano Vital do Rêgo. Caso o seu nome entre nas disputas, ele disse que obedecerá o resultado das pesquisas. "Se, nas pesquisas, o nome do presidente do diretório estadual do partido, senador José Maranhão ou o meu aparecer em melhor colocação vamos encaminhar para a executiva nacional apontar qual o nome disputará os cargos tanto de Governador quanto de Senador", informou Lira. Raimundo Lira disse ainda que continuará apoiando o projeto político do governador Ricardo Coutinho (PSB). “Se nossa relação de amizade continuar a mesma em 2018, vou defender que o PMDB fique junto a Ricardo Coutinho”, defendeu Lira ao lembrar-se das eleições de 2014 quando o PMDB se aliou ao PSB de Ricardo e que culminou com a vitória do socialista. Ele voltou a dizer que vai continuar trabalhando, em Brasília, para trazer para a Paraíba recursos e obras estruturantes, a exemplo da concretização da duplicação da BR-230 entre Campina Grande e Cajazeiras. “Meu desejo, a minha vontade, o meu sonho, é de continuar trabalhando por obras como essa da duplicação, porque essa é uma obra que vai levar de seis a sete anos para a duplicação chegar até a cidade de Cajazeiras e eu gostaria de estar Senador para que essa obra fosse concluída”, afirmou o parlamentar. Ele informou que, já em 2017, será realizada a duplicação da BR- 230, no trecho Campina Grande/Praça do Meio do Mundo, com 33 quilômetros, num investimento de R$ 307 milhões. Lira explicou que a empresa que ganhou a licitação deve levar uns três meses trabalhando no projeto executivo para, em seguida, instalar o acampamento e iniciar a obra.

Curta a fanpage do Araruna Online no Facebook e receba as últimas notícias   

Siga também o Araruna Online no Twitter e por RSS.

Publicidade

Publicidade

Por: Severino Lopes/PB Agora
Compartilhe:
Comentários ()
Twitter #ararunaonline
ArarunaOnline.com - Copyright © 2007-2017.
Todos os direitos reservados.
Contato | Quem somos | Termos de Uso
-->