Publicidade
Nice Almeida
Paraibana sim senhor! Jornalista, mãe e pai (ao mesmo tempo), tia, filha, amiga, dona de casa.
Nice Almeida /
Postado em 14-07-2014 às 18:34
68 centavos por dia na saúde

Sessenta e oito centavos (R$ 0,68). Não! Você não está lendo errado! É esse o valor que o governo estadual investe na saúde por pessoa, por dia. Façamos os cálculos: isso significa que, por mês o investimento na saúde paraibana é de apenas R$ 20,26, ou R$ 244,31 por ano, por pessoa. Os números não foram inventados. Eles fazem parte de um levantamento feito pelo Conselho Federal de Medicina juntamente com a ONG Contas Abertas.

Os dados colocam a Paraíba como o 4º do Brasil que menos investe na saúde. A Paraíba ficou atrás apenas de Alagoas, que investiu R$ 204, 89 por pessoa, por ano; Maranhão (R$ 207,08); e Pará (R$ 218,18).

A leitura que se pode fazer desse quadro é muito simples. Saúde, definitivamente, não é prioridade no nosso estado. Não é a toa que o que se vê são reclamações e denúncias constantes que aportam na imprensa de hospitais que não têm leitos, não oferecem medicamentos básicos - como antiinflamatórios ou analgésicos -, e, em alguns casos, sequer possuem lençóis para colocar nas camas dos pacientes.

Há notícias de pacientes, por exemplo, que ficam até três meses internados no hospital de Trauma de João Pessoa, aguardando por uma cirurgia. Enquanto esperam, essas pessoas ficam a mercê de doenças e de infecções que podem piorar o seu quadro de saúde colocando, inclusive, suas vidas em risco.

Em hospitais do interior do estado sequer há médicos e, se não há médicos, o que esperar, senão a morte? Não é preciso ser especialista para saber que quando se fala de vida, um segundo é tudo. Porém, diante desse valor investido na saúde observa-se que a vida do pobre não teria muita importância para a gestão pública.

Mas, o retrato negativo da saúde não é apenas na Paraíba. Um gasto de R$ 3,05 ao dia em saúde. Este é o valor que os governos federal, estaduais e municipais aplicaram em 2013 para cobrir as despesas dos mais de 200 milhões de brasileiros usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Ao todo, o gasto per capita em saúde naquele ano foi de R$ 1.098,75. O valor, segundo análise do Conselho Federal de Medicina (CFM), está abaixo dos parâmetros internacionais e representa apenas metade do que gastaram os beneficiários de planos de saúde    do Brasil no mesmo período.

Enquanto a defasagem na saúde pública brasileira e paraibana fica cada vez mais evidente, os bolsos dos donos de planos de saúde ficam cada vez mais cheios, já que o que se gasta, por ano na Paraíba na saúde de uma pessoa, não chega nem ao valor que é pago por pessoa, por mês, a um plano de saúde.

É, sem dúvida, uma triste realidade!  

Nice Almeida
Jornalista - DRT 2660

Por: Nice Almeida
Compartilhe:
Comentários ()
Twitter #ararunaonline
ArarunaOnline.com - Copyright © 2007-2017.
Todos os direitos reservados.
Contato | Quem somos | Termos de Uso
-->